O que eu posso fazer, para ajudar você a ser feliz?

Ontem, eu fiquei mais de 3 horas conversando com um rapaz, que está com problema conjugal.
Durante a conversa eu só o ouvia reclamar da parceira. Dizendo que ela não estava junto com ele nas horas que ele precisava, que ela não era boa nisso, naquilo e naquilo outro.

Eu ouvia calada, que para quem me conhece, é uma atividade rara. Mas eu ando aprimorando a lei do silencio. rs

Quando eu não aguentava mais, olhei para ele e perguntei:
“Me diga, duas coisas, somente duas, que sejam qualidades da sua mulher.”
Ele me olhou espantado e respondeu, “Nossa, é difícil”.
E ele só conseguiu quando eu, através de perguntas, ia dizendo uma coisa ou outra.

Há muito, quando nos encontramos, ele só faz reclamar da mulher. Se eu não tivesse a experiência que tenho de vida, eu ia sentir dó desse moço, mas eu venho aprendendo a ler pessoas.

Eu sempre digo para ele que se ele a ama, é para procurar fazer o melhor. Se não a ama mais, converse e siga seu rumo e a deixe livre para seguir o caminho dela.

Ontem eu estava um tanto braba. Contei a história do Cachorro que gania muito e disse: Esse é você.

Mas achei melhor praticar coisas que eu aprendi e falei, depois dele ter dito que gostava da mulher, mas não aguentava mais: “Fulano, pq você não chega para sua esposas e diz: Querida, o que eu posso fazer, para ajudar você a ser feliz?”

Ele deu uma estancada surpreso e me disse: “É, isso eu nunca perguntei pra ela.”

Pois é, relacionamento, não é olhar só para seu umbigo, querendo que o outro te faça feliz. É entrar no coração do outro. É conhecer seus defeitos, mas saber que as qualidades são maiores. É doação.

Isso você aprende, quando é um bom ímpar. Quando você sabe fazer as perguntas certas, para você, para poder chegar sempre um passo a frente, a ponto de tocar sua felicidade.

Sei que aconselhar, é muito fácil, pois quando não estamos dentro da relação nunca sabemos o que realmente acontece. As vezes, mesmo dentro da relação, nem sempre sabemos. Eu já errei muito e sei que ainda tenho muita coisa para errar, mas reclamar, nunca é solução.

Nós não somos adivinhos, somos pretensiosos, quando na relação, achamos que o que fazemos é o certo, é o melhor para o outro. Nossas atitudes são nossas, nossas ações são nossas, e nossas reações tb. Não podemos querer que o outro tenha o que é nosso, o outro terá a sua atitude, ação e reação, as vezes (na maioria) completamente diferente das nossas. E se não perguntarmos, não saberemos o que fazer para que a relação dê certo.

Nunca desista, antes de fazer essa pergunta para seu (sua) parceiro(a): o que eu posso fazer, para ajudar você a ser feliz?”

Seja Feliz!!! Pois é isso que você merece!

Se precisar de mim, to por aqui.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s